Segunda, 17 de Janeiro de 2022
22°

Muitas nuvens

Rio de Janeiro - RJ

Geral Piauí

Cuidados com a COVID-19 são tema de palestra da Cendrogas em Parnaíba

O momento teve o objetivo de reforçar a saúde dos acolhidos que buscam a Comunidade Terapêutica Maanaim para o tratamento da dependência química.

08/01/2022 às 19h55 Atualizada em 09/01/2022 às 00h38
Por: Redação ND1 Fonte: Secom Piauí
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

Com o objetivo de reforçar a saúde dos acolhidos que buscam tratamento da dependência química, a Comunidade Terapêutica Maanaim, localizada em Parnaíba, parceira do Governo do Estado através da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí (CENDROGAS-PI), que financia parte do tratamento da dependência química do público adulto masculino, realizou na última sexta-feira (07) uma palestra sobre higiene em tempos de pandemia.

A assistente social Almera Dias dos Santos citou na palestra os protocolos de combate a COVID-19. “Abortei o uso da máscara, álcool em gel, distanciamento e a lavagem correta das mãos, porque hoje ainda tem muitas pessoas que resistem ao uso da máscara, mesmo ela sendo muito importante para que nós não possamos nos contaminar, pois sabemos que é através do espirro que nós eliminamos qualquer vírus que esteja conosco”, disse a assistente social.

Aldmera lembrou também que  muitas vezes a gente fala e saem algumas gotículas de saliva, que é um dos fatores predominantes para a contaminação. “Nós estamos vivendo um período de muita cautela, por isso precisamos nos proteger, a máscara veio para isso e também nós temos que usar sempre o álcool gel em nossas mãos. Ao apertar a mão de alguém nós temos que fazer a higienização de nossas mãos”, ressaltou.

Almera Dias deixou ainda o recado que mesmo vacinados, todos precisam continuar com os mesmos cuidados. “Estando vacinados a probabilidade de nos contaminamos é pequena, mas ela existe, portanto não vamos fazer como estamos vendo algumas pessoas que por estarem vacinadas, acabam se descuidando. Mesmo vacinados, poderão contaminar outras pessoas”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários