Sexta, 12 de Julho de 2024
21°

Tempo nublado

Rio de Janeiro, RJ

RJ Notícias Milagre

Carpinteiro sobrevive após ter estaca de madeira cravada no crânio em acidente de trabalho

Amigo relata momentos de desespero e ressalta a força do colega

11/07/2024 às 13h29
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Um carpinteiro de Mangaratiba, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, sobreviveu após ter uma estaca de madeira cravada no crânio em um acidente de trabalho na quarta-feira (10). A vítima, identificada como Vitor Soares do Nascimento, foi socorrida por colegas e encaminhada para o Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, onde permanece internada na UTI.

Acidente e socorro

Segundo Anderson Costa, amigo que presenciou o acidente, Vitor e ele trabalhavam juntos em uma madeireira quando a madeira que estavam serrando se desprendeu e atingiu a cabeça da vítima. "A gente estava serrando uma madeira e nos descuidamos. A madeira caiu em cima de uma lâmina e voltou na direção dele", relatou Anderson.

Ao ver o amigo caído e inconsciente, Anderson entrou em desespero e imediatamente acionou os bombeiros. "A minha primeira reação foi correr para o Corpo de Bombeiros. Eu fiquei assustado. Ele desmaiou e depois voltou à consciência. A ambulância chegou e o levou para o hospital. Foi desesperador", disse o carpinteiro.

Continua após a publicidade

Cirurgia e recuperação

Vitor foi submetido a uma cirurgia na noite de quarta-feira, no Hospital Municipalizado Adão Pereira Nunes. O procedimento, considerado um sucesso, removeu a estaca da cabeça da vítima.

Apesar de ainda estar na UTI, Vitor já respira sem a ajuda de aparelhos e apresenta sinais de melhora. "A gente perguntou o nome dele e ele falou. Então dissemos: ‘continua deitado’. Aí a ambulância chegou. E aí o levantaram", contou Anderson.

Milagre e amizade

Continua após a publicidade

Anderson, que considera Vitor como um irmão, ressalta a força do amigo e acredita que o acidente foi um verdadeiro milagre. "É um milagre ele sair dessa", destacou.

O caso de Vitor lembra o de outro operário que, em 2012, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, também sobreviveu após um vergalhão atravessar sua cabeça.

Próximos passos

Vitor deve passar por uma nova avaliação médica nesta quinta-feira (11). A equipe médica acompanha de perto a recuperação da vítima e se mostra otimista quanto ao seu prognóstico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários