Sexta, 12 de Julho de 2024
22°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Internacional Analise

A derrota da extrema direita na França é um alívio para o mundo civilizado

Na  França, terra da  revolução das luzes, após 70 anos a extrema direita herdeira do nazismo assusta, mas, a união dos progressistas e esquerda colocaram o passado em seu lugar.

10/07/2024 às 08h21 Atualizada em 12/07/2024 às 00h25
Por: Redação ND1
Compartilhe:
Foto: Divulgação / Reprodução
Foto: Divulgação / Reprodução

As eleições no Reino Unido (Inglaterra) e na França dão uma noção do que está em jogo no mundo. 14 anos após os conservadores com sua "musa do mau" Margareth Thatcher jogarem o país em uma recessão brutal e levar sua população a perder direitos sociais fundamentais, os trabalhistas deram um chega prá lá no conservadorismo.

Na  França, terra da  revolução das luzes, após 70 anos a extrema direita herdeira do nazismo assusta, mas, a união dos progressistas e esquerda colocaram o passado em seu lugar, porém, o passado assombra e foi necessário a união de pessoas que acreditam na democracia.

Na Venezuela, que erroneamente é colocado o Maduro como esquerda - dá seus últimos rompantes e aqui no Brasil, país que representa o conservadorismo e suas capitanias, faz o encontro dos conservadores em Santa Catarina e seu pedido de liberdade metendo a porrada na imprensa do país, protegida pelas redes sociais financiadas pelo atraso.

Na verdade, esta semana das "jóias" foi trágica para a extrema direita e seus filhotes, no mais, o tal encontro do Cpac (união de tudo que fede) em Santa Catarina com a manada de bolsonaristas desesperados quase lixaram a repórter da CNN, que por sinal, apoiou o mito e agora paga o preço e como diz o verso é, "Eles estão descontrolados" e a caravana passa.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários