Quarta, 24 de Julho de 2024
18°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Polícia Apuração

Ministério das Relações Exteriores recebe embaixadores do Gabão e Burkina Faso por abordagem policial no Rio de Janeiro

Embaixadores são recebidos pelo Ministério das Relações Exteriores para discutir abordagem hostil de policiais militares a adolescentes estrangeiros em Ipanema.

05/07/2024 às 13h48
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Nesta sexta-feira (5), o Ministério das Relações Exteriores recebeu os diplomatas do Gabão e de Burkina Faso, pais dos adolescentes abordados de forma hostil por equipes da Polícia Militar em Ipanema, no Rio de Janeiro. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que os policiais apontaram armas para os jovens negros na rua Prudente de Moraes, acompanhados de garotos brancos brasileiros. A família de um dos jovens apontou racismo na abordagem. O embaixador do Canadá não compareceu à reunião.

Durante a reunião, o Itamaraty pediu desculpas formais aos embaixadores e afirmou que acionará o governo do Rio para pedir uma apuração rigorosa e responsabilização adequada dos policiais envolvidos. As embaixadas do Gabão, de Burkina Faso e do Canadá ainda não se pronunciaram sobre o episódio.

Os adolescentes de 13 e 14 anos estavam de férias no Rio e, segundo relatos, foram abordados de maneira violenta pelos policiais. A mãe de um dos jovens destacou a abordagem racial e criminosa, enfatizando que a situação foi completamente desproporcional. A Secretaria de Estado de Polícia Militar afirmou que os policiais portavam câmeras corporais e que as imagens serão analisadas para verificar possíveis excessos.

A Ouvidoria da SEPM está disponível para receber denúncias de cidadãos que se sintam ofendidos, garantindo o anonimato. A Delegacia Especial de Apoio ao Turismo iniciou uma investigação sobre o ocorrido e os jovens serão ouvidos para elucidar o caso.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários