Sexta, 12 de Julho de 2024
22°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Economia Arcabouço fiscal

Ministro da Fazenda anuncia corte de R$ 25,9 bilhões em despesas obrigatórias após reunião com presidente

Haddad fez declarações para a imprensa após se reunir com Lula e secretários da Fazenda durante um encontro da Junta de Execução Orçamentária (JEO), órgão previsto em lei que assessora o presidente em questões econômicas.

03/07/2024 às 21h00 Atualizada em 04/07/2024 às 09h01
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Nesta quarta-feira (3), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, revelou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou o cumprimento do arcabouço fiscal e anunciou um corte de R$ 25,9 bilhões em despesas obrigatórias. Haddad fez declarações para a imprensa após se reunir com Lula e secretários da Fazenda durante um encontro da Junta de Execução Orçamentária (JEO), órgão previsto em lei que assessora o presidente em questões econômicas.

Durante a entrevista, o ministro enfatizou a importância do cumprimento do arcabouço fiscal, ressaltando que as leis que regulam as finanças no Brasil serão rigorosamente seguidas. Ele também detalhou os cortes nas despesas obrigatórias relacionadas ao Orçamento de 2025, destacando que foram identificados gastos passíveis de serem encerrados após um processo de análise criteriosa.

Haddad informou que essas medidas de corte podem ser antecipadas, dependendo do relatório de receitas e despesas do governo federal que será apresentado no dia 22 deste mês. Segundo o ministro, a redução de R$ 25,9 bilhões será realizada com base em critérios estabelecidos com as equipes dos ministérios, levando em consideração cadastros e leis aprovadas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários