Sexta, 12 de Julho de 2024
22°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

RJ Notícias Assassino estuprador

Pai de Sophia suspeita de abusos antes da morte da filha no Rio

Pedreiro próximo da família confessou estupro e homicídio de criança de 11 anos; episódio levanta debate sobre estupro de vulnerável.

14/06/2024 às 10h05
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

O pai da menina Sophia Ângela Veloso acredita que a filha já vinha sofrendo abusos antes de ser encontrada morta. Ao Profissão Repórter, Paulo Sérgio mostrou desenhos que foram feitos pela menina em um diário antes de ela ser morta no Rio. .

Segundo a perícia, Sophia, que tinha 11 anos, foi vítima de estupro e depois recebeu diversos golpes de faca. O criminoso era próximo da família, o pedreiro Edilson Amorim dos Santos Filho, de 47 anos, confessou o crime e foi preso preventivamente por estupro de vulnerável, homicídio e ocultação de cadáver.

Estupro de vulnerável foi o tema do Profissão Repórter desta terça-feira (11). Este tipo de crime se aplica a situações em que a vítima é uma criança ou adolescente com menos de 14 anos ou sem discernimento no momento do ato — quando não consegue se defender. São 56 mil denúncias de estupro de vulnerável por ano no Brasil, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 153 casos por dia e seis a cada hora.

As histórias são delicadas e difíceis de contar, mas importantes como alerta para proteger crianças e adolescentes.

Continua após a publicidade

“Eu estou juntando muita prova. Não sei se vocês viram as imagens do diário dela. Lá no diário ela decretou a própria morte, ela desenhou a morte", disse ela ao programa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários