Sexta, 12 de Julho de 2024
22°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Polícia Operação

Bope na Maré; região registra novo tiroteio durante perícia

Segundo relatos, um dos disparos que atingiu o sargento Jota, como era conhecido, foi efetuado por Digdum, segurança dos chefes do tráfico Thiago da Silva Folly, o TH, e Michel de Souza Malveira, conhecido como Búfalo Bill.

13/06/2024 às 18h14
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Redação ND1
Redação ND1

A Polícia Civil identificou Ronald de Souza Gomes, vulgo Titi ou Titio do Adeus, e Luciano Cândido Crispim, conhecido como Pitbull, como os envolvidos no tiroteio que resultou na morte do sargento do Bope Jorge Galdino Cruz no Complexo da Maré. Mesmo durante a perícia realizada no local, a região foi palco de um novo confronto armado, causando o fechamento de escolas e clínicas de saúde municipais.

Segundo relatos, um dos disparos que atingiu o sargento Jota, como era conhecido, foi efetuado por Digdum, segurança dos chefes do tráfico Thiago da Silva Folly, o TH, e Michel de Souza Malveira, conhecido como Búfalo Bill. O sargento foi baleado durante uma operação que resultou na prisão de mais de 20 suspeitos na comunidade.

A Polícia ressaltou que não houve troca de tiros com os criminosos durante a perícia, e lamentou a perda do sargento, ressaltando sua bravura e dedicação à tropa de elite. Colegas de farda do Bope homenagearam o policial em um vídeo, destacando sua atuação desde sua entrada na tropa em 2019.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários