Sábado, 22 de Junho de 2024
20°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Polícia Criminalidade

Delegacia de Homicídios da Capital prende suspeitos de monitorar e executar Fernando Marcos Ferreira Ribeiro

Entre os presos está um PM do 15º BPM (Duque de Caxias), Allan dos Reis Mattos, que já estava encarcerado por porte de arma ilegal.

11/06/2024 às 08h49
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

A Delegacia de Homicídios da Capital cumpriu nesta terça-feira (11) 3 mandados de prisão preventiva contra suspeitos de monitorar e repassar informações para a execução de Fernando Marcos Ferreira Ribeiro, conhecido como Fabinho, em 6 de abril de 2023. Entre os presos está um PM do 15º BPM (Duque de Caxias), Allan dos Reis Mattos, que já estava encarcerado por porte de arma ilegal.

Fernando, ligado ao contraventor Bernardo Bello, era controlador dos pontos do jogo do bicho na região da Tijuca na época do crime. Os outros 2 presos são Marcos Paulo Gonçalves Nunes, pego em Duque de Caxias, e Vitor Luis de Souza Fernandes, capturado no Engenho de Dentro. Vídeos obtidos mostram Fernando sendo seguido em Copacabana 1 dia antes de ser assassinado.

As investigações apontam que Marcos Paulo é irmão do coronel Claudio Luiz da Silva de Oliveira, condenado pela morte da juíza Patrícia Acioli e gestor das máquinas caça-níqueis nas zonas Sul, Norte e Centro do Rio. Adilsinho, citado nas investigações como "patrão" dos suspeitos, não foi alvo da operação. O assassinato de Fernando foi um episódio da guerra entre contraventores pela exploração de negócios na região da Tijuca.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários