Sábado, 22 de Junho de 2024
20°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

RJ Notícias Desmatamento

Desmatamento no Brasil em 2023: Cerrado ultrapassa a Amazônia

O desmatamento do país nos últimos cinco anos teve a expansão agropecuária como principal vetor.

28/05/2024 às 10h46
Por: Elise Ventura Fonte: Agência Brasil
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Relatório Anual do Desmatamento aponta que mais da metade da área desmatada no Brasil em 2023 ocorreu no Cerrado, superando a Amazônia em termos de área desmatada pela primeira vez na série histórica. O desmatamento do país nos últimos cinco anos teve a expansão agropecuária como principal vetor.

Segundo o levantamento do MapBiomas, o Brasil perdeu 8.558.237 hectares de vegetação nativa nos últimos cinco anos. Em 2023, houve uma queda de 11,6% na área desmatada, com 1.829.597 hectares suprimidos. Apesar disso, o número de alertas de desmatamento aumentou em 8,7%.

No Cerrado, 61% da área desmatada em 2023 estava concentrada, com um crescimento de 68% em relação a 2022. A Amazônia teve uma queda de 62,2% na área desmatada no mesmo período. Com exceção de alguns estados, a maioria dos que concentram o Cerrado registrou aumento no desmatamento.

O Dia com maior área desmatada no Brasil em 2023 foi 15 de fevereiro. Quase seis mil campos de futebol foram desmatados em 24 horas. O Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) foi responsável por quase metade da perda de vegetação nativa no país em 2023.

Continua após a publicidade

A coordenadora do MapBiomas Cerrado alerta para a importância de combater o desmatamento ilegal e oferecer incentivos para reduzir a pressão sobre novas áreas. O aumento do desmatamento no Cerrado parece ser resultado da percepção de que tudo pode ser legalizável no bioma.

Pela primeira vez, o Maranhão liderou o ranking dos estados em área total desmatada em 2023, com um aumento de 95,1% em relação ao ano anterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários