Sábado, 22 de Junho de 2024
20°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Política Petrobrás

Petrobras: Nova presidente promete respeitar lógica empresarial na distribuição de dividendos

Em declarações na sede da empresa, no Rio de Janeiro, Chambriard enfatizou a importância de respeitar a lógica empresarial para atender aos interesses dos acionistas públicos e privados, assegurando que lucros significam dividendos.

27/05/2024 às 19h33
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Na sua primeira coletiva como presidente da Petrobras, Magda Chambriard, que assumiu o cargo ocupado por Jean Paul Prates, afirmou que a empresa vai "respeitar a lógica empresarial" em relação à distribuição de dividendos, tema recorrente de debates nas últimas gestões da companhia. Em declarações na sede da empresa, no Rio de Janeiro, Chambriard enfatizou a importância de respeitar a lógica empresarial para atender aos interesses dos acionistas públicos e privados, assegurando que lucros significam dividendos.

A nova presidente destacou a necessidade de agilidade e diálogo para alinhar a Petrobras aos interesses dos acionistas, ressaltando a importância de conversas e compreensão das demandas de cada um. Magda Chambriard afirmou ter certeza de que a empresa será lucrativa e sublinhou que a prioridade é garantir lucros.

Além disso, Chambriard mencionou que ainda precisa conhecer todos os atuais diretores e que possíveis mudanças serão realizadas após uma análise dos perfis ocupando os cargos. Ela também compartilhou informações sobre a primeira conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, onde destacou a importância de gerir a empresa respeitando a sociedade brasileira.

A indicação de Magda por Lula para substituir Jean Paul Prates marca uma troca na Petrobras motivada por diversas disputas internas e situações políticas. A resistência de Prates em relação ao pagamento de dividendos aos acionistas teria sido um dos pontos culminantes que resultaram em sua demissão, durante um período de tensão com o governo, especialmente com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários