Sábado, 22 de Junho de 2024
20°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Polícia Um pedido, justiça

Mãe busca por justiça após perdas na família no Rio de Janeiro

Maria Salvadora Machado da Silva busca condenação de homem que atropelou e matou seu filho após anos na luta para desvendar sumiço da filha

27/05/2024 às 19h10
Por: Elise Ventura
Compartilhe:
Reprodução da internet
Reprodução da internet

Maria Salvadora Machado da Silva, de 61 anos, que conseguiu reencontrar o neto sequestrado pelo pai, busca agora a condenação do homem que atropelou e matou seu filho, o guardador de carros Osmar Modesto da Silva, de 39 anos, em um caso de "racha" no Rio de Janeiro.

Após anos de busca por sua filha desaparecida em 2008, Maria enfrenta a luta por justiça pela segunda vez. Enquanto a investigação sobre o desaparecimento da filha levou Maria até o ex-marido da parente, que agora é investigado por homicídio, a tragédia do atropelamento de seu filho tem colocado a mãe em busca de responsabilização. O filho falecido, Osmar, foi vítima de um atropelamento em 2023 enquanto voltava para casa de moto, resultando em sua morte na Rodovia RJ-104.

O principal suspeito é o lutador de artes marciais Douglas Oliveira de Souza, de 29 anos, que estaria envolvido em um "racha" com o motorista de outro carro que fugiu do local. Apesar do ocorrido, Douglas foi liberado para responder ao inquérito em liberdade após ser indiciado por homicídio culposo e por participar de uma corrida de carros em via pública, com resultado morte.

Maria Salvadora segue na busca por justiça, lutando para que o homem seja condenado e para que a polícia identifique o segundo suspeito envolvido no caso do "racha". A mãe destaca a importância de não deixar o caso cair no esquecimento e luta incansavelmente por justiça para seus filhos.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários