Sábado, 22 de Junho de 2024
20°

Neblina

Rio de Janeiro, RJ

Magé - Política RJ

Renato Cozzolino Reverte inelegibilidade e Dificulta Vida de Ricardo da Karol

O Prefeito da cidade de Magé, Renato Cozzolino Harb, que há pouco tempo havia sido declarado inelegível pela Justiça Eleitoral, conseguiu uma grande vitória. De acordo com informações apuradas pela coluna, Cozzolino reverteu a decisão judicial e poderá ser novamente o cabeça de chapa.

25/03/2024 às 22h55 Atualizada em 25/03/2024 às 23h13
Por: Redação ND1
Compartilhe:
Foto: Divulgação / Reprodução
Foto: Divulgação / Reprodução

O Prefeito da cidade de Magé, Renato Cozzolino Harb, que há pouco tempo havia sido declarado inelegível pela Justiça Eleitoral, conseguiu uma grande vitória. De acordo com informações apuradas pela coluna, Cozzolino reverteu a decisão judicial e poderá ser novamente o cabeça de chapa. A coluna tentou contato com a assessoria do prefeito para comentar o assunto, mas como a informação veio tarde da noite, até o fechamento do artigo não obtivemos retorno.

Renato poderá, se assim desejar concorrer à reeleição deste ano para prefeito de Magé e deixará seus adversários em pânico. Aliás, com Jamille Cozzolino cotada para a cabeça de chapa, a vitória do governo era, na minha análise, praticamente irreversível – afinal, a irmã do prefeito vem conquistando seu espaço na vida pública com bastante desenvoltura até aqui – e a gestão de Renato, que se mostra muito melhor do que as de Rafael Tubarão e Nestor Vidal juntas, vem fazendo seu dever de casa.

Com Renato no páreo, o negócio fica muito difícil para seu principal adversário, Ricardo Correa de Barros, o Ricardo da Karol. Pode colocar no palanque quem quiser, Nalin, Romário e até o papa: Cozzolino vai ganhar como fez em 2020, principalmente se Ricardo repetir o discurso pouco empolgante da eleição passada. A taça em Magé em 2024, não deve mudar de mãos, isto é, em minha análise.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários